Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos
 Resenhas
 Livros
 Entrevistas

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Vídeos de Filosofia
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charges
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Provas de Concursos e do Vestibular

 
(25/Jun) Prova e Gabarito - Professor de Filosofia - Prefeitura Municipal de Avelino Lopes - PI - 2010
 
FILOSOFIA

11. A Filosofia nascente é grega, isto é, surgiu na Grécia no século V antes de Cristo. É atribuída a Pitágoras a invenção da palavra Filosofia, que é a junção de philos (amor) e sophia (sabedoria), significando amor à sabedoria. É considerado primeiro filósofo:
(A) O próprio Pitágoras, já que foi ele quem criou o nome Filosofia.
(B) Parmênides de Eléia.
(C) Tales, da Escola de Mileto.
(D) Aristóteles.

12. A fim de evitar a regressão ao infinito da explicação causal, o que a tornaria insatisfatória, os primeiros filósofos vão postular a existência de um elemento primordial que serviria de ponto de partida para todo o processo.
Tal elemento primordial:
(A) Era chamado de arqué e o primeiro a formular tal noção foi Tales, elegendo para tal a água.
(B) Era chamado de physis, uma vez que cada filósofo da época elegeu um elemento físico natural como princípio.
(C) Só poderia ser um princípio abstrato, significando algo indefinido, subjacente à própria natureza.
(D) Trata-se do átomo postulado por Demócrito.

13. A Filosofia surge na Grécia antiga possibilitada por certas condições materiais, ou seja, sociais, políticas, econômicas e históricas. Sobre tais condições que possibilitaram o surgimento da Filosofia é correto afirmar que:
(A) A invenção do calendário possibilitou uma capacidade de abstração, ou uma percepção do tempo como algo sobrenatural e incompreensível.
(B) A invenção da moeda, que permitiu uma forma de troca que não se realiza através das coisas concretas ou dos objetos concretos trocados por semelhança, mas por uma troca abstrata, uma troca feita pelo cálculo do valor semelhante das cosas diferentes, revelando uma capacidade de abstração e generalização, atributos importantes para se filosofar.
(C) As viagens marítimas produziram o encantamento ou a mistificação do mundo, que são aspectos importantes do pensamento para a Filosofia nascente.
(D) Na verdade, o surgimento da Filosofia deveu-se mais aos sábios da época.

14. As histórias da Filosofia tradicionalmente não reconheciam no Renascimento importância ou especificidade do ponto de vista filosófico, sendo apenas um período de transição entre Idade Média e a Modernidade. Atualmente, entretanto, essa tendência tem mudado, e o Renascimento tem sido visto como detentor de uma identidade própria, desenvolvendo uma concepção específica de Filosofia e do estilo de filosofar que, se rompe com a escolástica medieval, por outro lado não se confunde inteiramente com a Filosofia moderna.
Tendo como base o texto acima, é correto afirmar que:
(A) Talvez o traço mais característico do Renascimento seja o humanismo que chega inclusive a ter uma influência determinante no pensamento moderno.
(B) O Renascimento, desvalorizando os clássicos, foi buscar o lema do humanismo no filósofo grego da sofística, Protágoras, em seu célebre fragmento: "O homem é a medida de todas as coisas".
(C) O Renascimento foi filosoficamente uma afirmação dos valores medievais, podendo-se perceber na arte, principalmente nas pinturas de temas religiosos.
(D) Há no Renascimento uma retomada ao Aristóteles, principalmente de sua dialética.

15. Sobre a revolução científica empreendida no início da era moderna, marque a alternativa incorreta.
(A) A revolução científica moderna tem seu ponto de partida na obra de Copérnico, Sobre a revolução dos orbes celestes ( 1543 ), em que defende matematicamente um modelo de cosmo em que o Sol é o centro, e a Terra apenas mais um astro girando em torno do Sol, rompendo deste modo com o sistema geocêntrico formulado no século II por Ptolomeu em que a Terra se encontra imóvel no lugar central do universo.
(B) A ciência moderna surge quando se torna mais importante salvar os fenômenos e quando a observação, a experimentação e a verificação das hipóteses tornam-se critérios decisivos, suplantando o argumento metafísico.
(C) Na modernidade, a idéia de ciência está vinculada à valorização da observação e do método experimental, bem como a utilização da matemática como linguagem da Física.
(D) A revolução científica moderna tem seu ponto de partida na obra de Galileu, Sobre a revolução dos orbes celestes ( 1543 ), em que defende matematicamente um modelo de cosmo em que o Sol é o centro, e a Terra apenas mais um astro girando em torno do Sol, rompendo deste modo com o sistema geocêntrico formulado no século II por Ptolomeu em que a Terra se encontra imóvel no lugar central do universo.

16. Sobre o filósofo Descartes e sua Filosofia é incorreto afirmar:
(A) A Filosofia de Descartes inaugura de forma mais acabada o pensamento moderno propriamente dito, juntamente com os empiristas ingleses.
(B) A crença no poder crítico da razão humana individual, a metáfora da luz e da clareza que se opõe à escuridão e ao obscurantismo, e a idéia de busca de progresso que orienta a própria tarefa da Filosofia são alguns traços fundamentais da modernidade de Descartes.
(C) A necessidade de contextualização do pensamento, de situá-lo em relação à experiência de vida do indivíduo pensante, é uma exigência do próprio Descartes.
(D) Discurso do Método, obra de Descartes, foi descoberta somente na contemporaneidade, passando despercebida pela modernidade.

17. O método é um caminho, um procedimento que visa a garantir o sucesso de uma tentativa de conhecimento, da elaboração de uma teoria científica. Um método se constitui de regras e princípios que são as diretrizes desse procedimento.
Tendo por base as afirmações acima, marque a alternativa incorreta.
(A) As regras de Descartes, expostas no Discurso do Método são quatro: "jamais aceitar uma coisa como verdadeira que eu não soubesse ser evidente como tal"; "dividir cada uma das dificuldades que eu examinasse em tantas partes quanto possíveis e quantas necessárias para melhor resolvê-las"; "conduzir por ordem meus pensamentos, a começar pelos objetos mais simples e mais fáceis de serem conhecidos, para galgar, pouco a pouco, como que por graus, até o conhecimento dos mais complexos"; "fazer em toda parte enumerações tão complexas e revisões tão gerais que eu tivesse a certeza de nada ter omitido".
(B) O conflito entre os dois modelos de ciência, o antigo e o moderno, havia suscitado já no século XVI sérias questões acerca da própria idéia de ciência. Alguns autores céticos levantaram dúvidas sobre a possibilidade da ciência em geral, de qualquer teoria científica, isto é, da possibilidade de o homem conhecer de forma certa e definitiva o real.
(C) A problemática do método enquanto questão filosófica ficou em destaque nas Filosofias pós-Modernas de autores como Deleuze e Guatarri.
(D) Na modernidade, a problemática do método e as questões das ciências são indissociáveis.

18. "Os filósofos se limitaram a interpretar o mundo de diferentes maneiras; o que importa é transformá-lo".
A frase acima pode ser atribuída a:
(A) Karl Marx, que considera a Filosofia teórica da tradição como uma simples forma de idealismo, desvinculada da realidade social concreta e, nesse sentido, inútil.
(B) Kant, onde a tarefa da crítica consiste em examinar os limites da razão teórica e estabelecer os critérios do conhecimento legítimo.
(C) Napoleão Bonaparte, expressando a sua ânsia em conquistar a Europa.
(D) Maquiavel, ao aconselhar os Médicis como manter-se no poder.

19. O ponto de partida do questionamento da tradição filosófica em Nietzsche é sua discussão do próprio momento de surgimento da Filosofia na Grécia clássica. Recorrendo a seus conhecimentos filológicos, ele procurou subverter a imagem tradicional que temos da Filosofia surgindo na passagem do pensamento mítico para o lógico-científico.
Tendo por base o texto acima e a Filosofia de nietzsche, marque a alternativa incorreta.
(A) Ao analisar a mitologia, a tragédia e os rituais dionisíacos, a música grega na transição do período arcáico para o clássico, procura mostrar que algo de essencial se perde aí.
(B) A Filosofia representada por Sócrates, o "homem de uma visão só", instaura o predomínio da razão, do conhecimento científico. Com isso, o homem perde a proximidade com a natureza e suas forças vitais, que mantinha nos rituais dionosíacos.
(C) O surgimento da Filosofia representa o predomínio do que Nietzsche chama de espírito apolíneo, derivado de Apolo, o severo deus da racionalidade e da, da medida, da ordem e do equilíbrio.
(D) Nietzsche via na maneira apolínea de ver a vida algo positivo para a humanidade, em detrimento da maneira dionisíaca de se viver.

20. Sobre Wittgenstein e sua Filosofia é incorreto afirmar:
(A) Wittgenstein, filósofo analítico da linguagem, permaneceu por toda sua vida intelectual numa mesma temática, onde pode-se concluir que o seu pensamento possui uma única fase.
(B) O pensamento de Wittgenstein possui mais de uma fase, podendo-se dividir num primeiro, o do Tractatus Logicus Philosophicus, e num segundo Wittgenstein, o das Investigações Filosóficas.
(C) Wittgenstein influenciou decisivamente as duas principais vertentes da Filosofia Analítica da Linguagem contemporânea, a da semântica formal e a da pragmática.
(D) O Tractaus versa sobre a relação entre forma lógica da linguagem e a sua relação com o mundo.

21. Freud ( 1856-1939 ), médico austríaco, teve como principal novidade a descoberta do inconsciente e a compreensão da natureza sexual da conduta, que foram golpes fortes na noção de liberdade racional da sociedade ocidental. Sobre as teorias de Freud, marque a alternativa incorreta.
(A) A teoria de Freud é duramente criticada pelas psicologia de linha naturalista, pois não usa a experiência no sentido tradicional do método científico.
(B) Freud trabalha com uma realidade hipotética, considerada inverificável nos moldes tradicionais: o inconsciente.
(C) A vida inconsciente, segundo Freud, é apenas a ponta do iceberg, e a montanha submersa é o consciente.
(D) A vida consciente, segundo Freud, é apenas a ponta do iceberg, e a montanha submersa é o inconsciente.

22. Na tradição filosófica ocidental, a epistemologia ofereceu até bem pouco tempo uma definição principal de conhecimento na qual é analisado em três componentes essenciais. Esta definição é chamada de análise tripartite do conhecimento e análise tradicional. Marque a alternativa que não diz respeito a esta análise.
(A) A análise tripartite é composta pelo menos de crença, verdade e justificação, ou seja, para alguém saber algo, esse alguém deve acreditar nesse algo, esse algo ser verdadeiro e quem crer nesse algo deve ter justificação para acreditálo.
(B) A análise tripartite é totalmente suficiente para a definição de conhecimento.
(C) A análise tripartite não é suficiente para a definição de conhecimento, uma vez que teóricos como Gettier mostraram, a partir de contraexemplos, situações onde o sujeito tem crença verdadeira e justificada, mas não tem conhecimento.
(D) Muitos filósofos encontram inspiração da análise tripartite no Teeteto de Platão.

23. Levando em conta as dificuldades enfrentadas para estabelecer parâmetros de ensino de Filosofia explanados pelos PCNs, marque a questão incorreta:
(A) Ao contrário de disciplinas como a Física, não existe uma Filosofia, mas sim filosofias.
(B) Diferente das outras disciplinas, não há um começo, um pré-requisito para se introduzir à Filosofia.
(C) Como a Filosofia deverá se ocupar da formação para a cidadania se a Filosofia não é uma atividade com fins pragmáticos, por mais nobre que seja.
(D) Porque nada escapa ao seu interesse, ocupando-se de tudo. (em nenhum momento os PCNs citam esse aspecto como dificuldade didática)

24. De acordo com a sugestão de organização de eixos temáticos de Filosofia constante nos parâmetros curriculares nacionais (PCNs), marque a alternativa correta:
(A) Os temas devem abordar apenas a moral, a ética e a política, já que a formação visa prioritariamente a cidadania.
(B) Os primeiros temas a serem abordados são os conceitos de Filosofia, mito e senso comum, é lógico.
(C) Há ausência de temas como metafísica, lógica e filosofia da linguagem na proposta.
(D) Deve-se concentrar na história da Filosofia, reduzindo-se a exposição histórica de fatos e idéias.

25. O conceito da palavra Estética usado em Filosofia:
(A) Diz respeito em relação à beleza ou, pelo menos, com o agradável e a palavra é usada como qualidade dos objetos.
(B) A palavra é usada como substantivo e designa um conjunto de características formais que a arte assume em um determinado período.
(C) Ramo de estudo que versa sobre o belo e o sentimento que suscita nos homens.
(D) Aprimoramento das percepções e expressões sensíveis de forma ordenada, proporcionando prazer desinteressado.

26. De acordo com Marilena Chauí, qual a alternativa expressa a diferença entre Ética e moral:
(A) A Ética é o conjunto de princípios e valores sociais para a conduta correta enquanto que a moral é subjetiva e, portanto, individual e relativa.
(B) A moral é o conjunto de valores concernentes ao bem e ao mal, e a conduta correta, válidos para todos os membros da sociedade e Ética é uma reflexão que discute, problematiza e interpreta o significado dos valores morais.
(C) Nem toda sociedade institui uma moral, à exemplo de sociedade primitivas. A Ética se constitui como uma evolução da vivência moral, um estágio avançado onde os valores se solidificam e a população alcança a harmonia.
(D) A diferença entre os conceitos é meramente cultural já que ambos coexistem no processo social e estão profundamente interligados, compartilhando significados.

27. O sujeito ético ou moral, isto é, a pessoa, só pode existir se preencher as seguintes condições, exceto:
(A) Ser consciente de si e dos outros, isto é, ser capaz de reflexão e de reconhecer a existência dos outros como sujeitos éticos iguais a ele.
(B) Ser dotado de vontade, isto é, de capacidade para controlar e orientar desejos, impulsos, tendências, sentimentos (para que estejam em conformidade com a consciência).
(C) Ser livre, isto é, capaz de oferecer-se como causa interna de seus sentimentos, atitudes e ações, por não estar submetido a poderes externos que o forcem ou constrangem à agir.
(D) Ser tolerante, isto é, ser capaz de relevar todas as falhas dos outros a fim de manter a harmonia da comunidade, pois errar é humano.

28. Sobre a Ciência, marque a alternativa correta:
(A) A falseabilidade propõe que o valor de uma teoria científica não se mede por sua verdade, mas pela possibilidade de ser falsa.
(B) As ciências são, de maneira geral, uma continuidade das reflexões filosóficas e por isso cabe à Filosofia a investigação sobre as atividades e métodos científicos. Sem essas indagações a Ciência não existe.
(C) A concepção racionalista de Ciência é caracterizada como hipotético-indutivo, pois os fatos observados pelos cientistas induzem a criação de determinadas leis e teorias.
(D) As revoluções científicas ou os momentos de ruptura epistemológica e de criação de novas teorias científicas são explicadas pelo filósofo Karl Popper.

29. Segundo a Lógica, proposição é a representação do juízo. Juízo é o ato pelo qual a inteligência afirma ou nega a identidade representativa de dois conceitos. Marque a alternativa que expressa uma proposição lógica.
(A) Que calor!
(B) O homem é azul.
(C) Amo você!
(D) Que tédio agora...

30. Sofismas são falsos raciocínios. Alguns estudiosos fazem a distinção entre sofismas e paralogismos. Afirmam que naquele há uma intenção de enganar e, portanto, têm um sentido pejorativo; nos paralogismos não há essa intenção. Marque a alternativa que contenha um exemplo de sofisma.
(A) Todos os homens são vertebrados. Ora, eu sou vertebrado. Logo, sou homem.
(B) Todo homem é mortal. Ora, sou homem. Logo, sou mortal.
(C) Toda baleia é mamífero. Ora, nenhum mamífero é peixe. Logo, baleia não é peixe.
(D) Todo brasileiro é sul-americano. Todo piauiense é brasileiro. Todo piauiense é sul-americano.

31. Nos PCNs é muito comum o debate sobre os temas transversais, entre os quais podemos destacar:
(A) Financiamento, Gestão e Meio Ambiente.
(B) Ética, Habitação e Soiologia.
(C) Pluralidade Cultural, Saúde e Ética.
(D) Filosofia moral, Sexologia e Ética.

32. Os critérios adotados para a eleição dos temas transversais contidos nos PCNs devem ser levados em conta:
(A) Relevância para a Cultura Brasileira, urgência social, abrangência nacional.
(B) Possibilidade de ensino e aprendizagem para o ensino fundamental, abrangência nacional, urgência social, favorecer a compreensão da realidade e a participação social.
(C) Possibilidade de ensino e aprendizagem para o ensino fundamental, urgência nacional e co-responsabilidade pela vida social.
(D) Usos práticos na capacitação profissional, relevância para a Cultura Brasileira e urgência social.

33. Na LDB 9394/96 podemos considerar incorreta a opção que trata da temática Educação de Jovens e Adultos:
(A) Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e trabalho, mediante cursos e exames.
(B) O poder público viabilizará e estimulará o acesso e a permanência do trabalhador na escola, mediante ações integradas e complementares entre si.
(C) A educação de Jovens e Adultos deverá articular-se, preferencialmente com a educação profissional na forma do regulamento.
(D) Todos os Jovens e Adultos que trabalham, ao se matricularem na escola, terão aumento de 5% no salário como forma de bolsaestímulo ao aluno.

34. Referente ao Título Dos Recursos Financeiros da LDB, podemos considerar recursos públicos destinados a educação aqueles destinados à: EXCETO.
(A) Receita dos impostos dos Municípios, Estados e Distrito Federal.
(B) Receita das transferências constitucionais e outras transferências.
(C) Receita do salário-educação e de outras contribuições sociais.
(D) Outros recursos previstos por lei.

35. Sobre a aplicação de verbas na educação, marque a opção correta conforme as exigências da LDB:
(A) A União aplicará, anualmente, nunca menos de vinte e três, e os Estados, Distrito Federal e os Municípios dezoito por cento da receita resultante de impostos, compreendidas as transferências constitucionais, na manutenção e desenvolvimento do ensino público.
(B) No Art. 69, para fixação inicial dos valores correspondentes aos mínimos estatuídos deste artigo, será considerada a receita estimada na lei do orçamento Fundamentos da Educação anual, ajustada, quando for o caso, por lei que autorizar a abertura de créditos adicionais, com base no eventual excesso de arrecadação.
(C) Serão consideradas incluídas das receitas de impostos as operações de crédito por antecipação de receita orçamentária de impostos.
(D) A soma aritmética entre a receita e a despesa previstas e as efetivamente realizadas, que resultem no atendimento dos percentuais mínimos obrigatórios, serão apuradas a cada trimestre do exercício financeiro.

36. Sobre as tendências pedagógicas podemos afirmar que o paradigma Tradicional possui como características:
(A) Liberdade do aluno em debater com o professor suas experiências pessoais na sala de aula a fim de que possa ser compartilhada com os demais colegas e enriquecer as trocas de informações na comunidade.
(B) A figura do professor autoritário é substituída pelo facilitador de relações do conhecimento.
(C) Metodologia baseada na exposição oral dos conteúdos, numa seqüência predeterminada e fixa, independente do contexto escolar.
(D) Paulo Freire e Comênius são os principais defensores desta Tendência de ensino no Brasil.

37. Para a LDB, o ensino deverá ser seguido por princípios básicos que regem o documento, no qual podemos afirmar que:
(A) Garantia do padrão de qualidade.
(B) Coexistência de instituições públicas e confessionais de ensino.
(C) Gestão dinástica do ensino público, na forma desta Lei e da Legislação dos sistemas de ensino.
(D) Vinculação entre educação escolar e práticas trabalhistas.

38. Baseado na Lei 9394/96, podemos afirmar sobre o Ensino Médio:
(A) Etapa que busca aprofundar os conhecimentos adquiridos no ensino superior, possibilitando o prosseguimento nos estudos.
(B) Momento de compreensão dos fundamentos científicos e tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a prática diária nas disciplinas, estas desprovidas de teoria sólida para tal.
(C) Preparação básica para a competição no mercado, principalmente no ensino técnico voltado para indústria têxtil.
(D) Etapa final da educação básica possui duração mínina de três anos e ajuda a desenvolver a autonomia intelectual e o pensamento crítico.

39. Os estabelecimentos de ensino tem como incumbência fundamental:
(A) Aceitar alunos que tem passado criminal com idade mínina de 16 anos.
(B) Elaborar e executar sua ação pedagógica apenas em áreas precárias, para estimular o ensino a grupos excluídos do processo globalizante.
(C) Prover meios para recuperação dos alunos de menor rendimento.
(D) Administrar somente seus recursos financeiros e cada membro da instituição deve se organizar em sindicatos que atuem nas suas afinidades profissionais.

40. No Art. 67 da LDB, os sistemas de ensino promoverão a valorização dos profissionais da educação, assegurando-lhes:
(A) Salário-desemprego por até dois anos, caso o professor não encontre trabalho em outra escola que aceite seu novo contrato.
(B) Ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos.
(C) Aperfeiçoamento profissional de um ano a partir do início da carreira, sem remuneração para esse fim.
(D) Não possui tempo para estudos paralelos e sim para preparação das aulas da série que está lecionando.

GABARITO:
11 - C
12 - A
13 - B
14 - A
15 - D
16 - D
17 - C
18 - A
19 - D
20 - A
21 - C
22 - B
23 - D
24 - C
25 - C
26 - B
27 - D
28 - A
29 - B
30 - A
31 - C
32 - B
33 - D
34 - A
35 - B
36 - C
37 - A
38 - D
39 - C
40 - B
     

 
 
Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2014 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.