Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos do Mês
 Resenha do Mês
 Livro da Semana
 Entrevista do Mês
 Jornais Brasileiros

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Filosofia On-line (TV)
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Loja virtual
 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charge da Semana
 Filosofia em Quadrinhos
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Filmes

 

(05/Mai) A Revolução dos Bichos
 
Sinopse
Numa alegoria a corrupção do poder na União Soviética comandada por seu líder, Josef Stalin, o escritor George Orwell escreveu "A Revolução dos Bichos". Considerada um best-seller, a obra narra a história do fazendeiro Jones (Pete Postlephwaite). Um homem beberrão e cruel que explora seus animais. Revoltados com seu proprietário, eles se organizam em seu lar. De posse da terra, os bichos passam a controlar o lugar, decretando uma série de novas regras.

Informações Técnicas
Título no Brasil: A Revolução Dos Bichos
Título Original: Animal Farm
País de Origem: Animal Farm - Inglaterra
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 89 minutos
Ano de Lançamento: 1999
Estúdio/Distrib.: Flashstar
Direção: John Stephenson

Fonte da Sinopse:
http://cinema.instinto.com.br/trailers/a-revolucao-dos-bichos/

Leia a Resenha do Livro:

A Revolução dos Bichos, de George Orwell

Publicada em 1945, ao final da 2ª Guerra Mundial, a obra A Revolução dos Bichos é considerada um dos grandes clássicos da literatura mundial. Por meio de uma fábula, George Orwell (pseudônimo de Eric Arthur Blair) relaciona seus personagens e eventos à Revolução Russa de 1917 e faz duras críticas aos regimes totalitários da época e ao que considera a traição de Josef Stalin à causa bolchevista, prevendo ainda a queda do regime comunista e a dissolução da União Soviética.

O texto carregado de ironia e humor ácido, a princípio parece extravagante: o sonho de um velho porco de criar uma granja governada por animais, livre da exploração dos homens, começa a se concretizar com uma revolução. A ação ocorre na "Granja do Solar", dirigida pelo Sr. Jones, quando no limite da fome e dos maltratos os animais se rebelam e expulsam Jones e seus homens. A narrativa segue com as transformações ocorridas na granja, chamada agora "Granja dos Bichos", que passa a ser dirigida pelos bichos, comandados pelos dois porcos: Bola-de-Neve e Napoleão.

Os acontecimentos históricos e os paralelos entre os personagens do livro e a Revolução Russa são facilmente identificáveis: Major, o velho, sábio e respeitado porco, representa Karl Marx espalhando as sementes dos seus ideais igualitários entre os animais da granja. Bola-de-Neve e Napoleão lideram o levante dos bichos após a morte de Major. Napoleão, em uma clara representação de Stalin, é partidário do totalitarismo e não permite, a custa de força e opressão, nenhuma oposição a sua autoridade. Já Bola-de-Neve acaba por ter um destino análogo ao de Trótski, tornando-se o grande "inimigo da revolução". Os cavalos, Sansão e Quitéria, representam o proletariado que sem acesso direto às informações, acreditam no que lhes diz Garganta, que por sua vez encarna o emblema dos sistemas de propaganda dos regimes de política centralizados e ditatoriais.

Embora George Orwell faça alusões diretas a uma época especifíca em A Revolução dos Bichos, a fábula pode ser comparada com qualquer revolução onde os mais fracos tomam o poder sendo logo em seguida corrompidos por ele, com a prática de intervenções diretas e inflexíveis pelos governantes e a apática ignorância de seus dominados. Considerado um grande escritor com uma visão lúcida sobre os movimentos sociais e o relacionamento do poder com os indivíduos, Orwell tentou chamar atenção para suas interpretações para a sociedade e seus processos. Militante socialista de convicções democráticas, conforme sua própria definição, o autor nos deixou uma referência indispensável para aqueles que desejam reflexões mais aprofundadas sobre o assunto.

Fonte desta Resenha:
http://lumakimura.net/wlog/2006/a-revolucao-dos-bichos-de-george-orwell/
     

 
 
Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2014 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.