Você está em Pratique > Dicas

Dicas de estudo

    (25/Fev) Rotina - Dica 17
 
Habituar-se a um horário de estudo, a um dia, a uma burocracia na ordem das leituras e dos escritos é algo discutível. Alguns estudantes preferem uma primeira aproximação com autores e textos seguida de um jejum; outras atividades ganham lugar.

Um tempo considerável depois, meses talvez, ao retomar, ao prosseguir o estudo, o estudante pode vivenciar aspectos curiosos. Houve uma vez, uma aluna me disse que o afastamento do estudo foi importante para que ela conseguisse digerir determinados aspectos.

Há muitas razões para questões desta natureza se produzirem de tais maneiras. Observe que vagar pelo passeio público em um domingo à tarde, curtir um bom vinho tinto com os amigos, ouvir um concerto de violão e flauta, descansar na varanda, um chimarrão pela manhã, e muitos outros afazeres que aparentemente nada têm a ver com o estudo podem ser, na verdade, complementares, explicativos, temporais. Ou seja, podem fazer parte dos estudos e podem ser mais de uma vez a parte mais importante.

Um exemplo é o trabalho de Albrecht Altdorfer, na distante 1480; estudou com seu pai de forma provavelmente rigorosa, mas livre. Somente depois formalizou seus estudos em Amberg.

Estudando Filosofia - orientações de Lúcio Packter
     

 
 
Como referenciar: "Dicas de estudo" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 22/09/2019 às 19:44. Disponível na Internet em http://www.filosofia.com.br/vi_estudo.php?id=20