Você está em Ajuda > Dicas

Dicas para monografia

    (26/Out)

Crítica: mas não tão rápido!

 
Um erro do iniciante é fazer a crítica rapidamente, ou seja, não compreender a idéia do autor e atacá-la de imediato. Alguns desistem do texto logo na primeira leitura, pensam que conhecem tudo a respeito e que o autor não sabe o que escreve. Contudo, talvez falte um pouco de humildade para perceber que é possível que alguém apresente idéias que desconhecemos e que precisaremos de mais estudo para poder compreendê-las. Outro erro é não fazer a crítica. Ler e assimilar os conteúdos do texto sem pensar sobre eles. Reproduzi-los em paráfrases. Paráfrase? É quando você escreve a mesma coisa de outro jeito. Isso é pesquisa? Não! A pesquisa supõe uma leitura crítica.

Uma leitura crítica exige, então, o diálogo, uma conversação com o autor. Isso implica em compreender o que ele escreve, contextualizar e verificar se o argumento utilizado pode ser aceito como demonstração daquela idéia. Para isso precisamos avaliar a lógica interna do texto. Ou seja, a condução do pensamento do autor. Se ele afirma determinadas idéias, com base em que o faz. Sua base é suficiente para levar àquela conclusão? O que outros que trataram a mesma questão apresentam como argumentos? Com relação à questão para a qual você busca respostas, essas idéias fazem sentido? Que motivos você tem para aceitá-las? Ou para rejeitá-las?
 
 
Como referenciar: "Dicas para monografia" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 19/08/2019 às 04:58. Disponível na Internet em http://www.filosofia.com.br/vi_dica.php?id=14