Você está em Diversos > Filmes

Filme da semana

 

(05/Nov) O Homem Bicentenário
 
Sinopse
Em 2005, uma família americana compra um novo utensílio doméstico: o robô chamado Andrew (Robin Williams), para realizar tarefas domésticas simples. Entretanto, aos poucos o robô vai aprensentando traços característicos do ser humano, como curiosidade, inteligência e personalidade própria. É o início da saga de Andrew em busca de liberdade e de se tornar, na medida do possível, humano.
Fonte da Sinopse: http://www.filmesdecinema.com.br/filme_o_homem_bicentenario_2459.html

Levando em conta que a ciência num futuro breve poderá produzir robôs com aparências humanas e capazes de imitar nossas ações, podemos refletir sobre os argumentos apresentados pelo juiz, onde o robô Andrew não pode ser considerado humano. Alguns filósofos poderiam argumentar que um robô por ser programado para executar tarefas gravadas em sua memória virtual e não agir por sua própria vontade, não pode ser considerado humano por não ser livre. Ao realizarmos uma tarefa como levantar um copo d'água fazemos porque decidimos fazê-lo e não porque recebemos uma ordem ou que qualquer força externa nos obrigou a fazer. Esse problema é abordado na filosofia de várias maneiras: Na filosofia da religião: as questões de determinismo e livre-arbítrio; Na metafísica: Se estamos num mundo governado pelo princípio da causalidade e por leis físicas, será que nossas ações também não poderiam ser pensadas como governadas por essas mesmas leis? Se assim for, não seria o caso de que forças externas a nós estariam determinando nossas ações, como se fôssemos fantoches, como se fôssemos o robô Andrew?

Ficha Técnica
Título Original: Bicentennial Man
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração: 130 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1999
Site Oficial: www.bicentennialman.com
Estúdio: Columbia Pictures / Touchstone Pictures
Distribuição: Buena Vista Pictures
Direção: Chris Columbus
Roteiro: Nicholas Kazan, baseado num conto de Isaac Asimov
Produção: Michael Barnathan, Chris Columbus, Gail Katz, Laurence Mark, Neal Miller, Wolfgang Petersen e Mark Radcliffe
Música: James Horner
Direção de Fotografia: Phil Meheux
Desenho de Produção: Norman Reynolds
Figurino: Joseph G. Ausili
Edição: Nicolas de Toth e Neil Travis
Efeitos Especiais: Dream Quest Images

     

 
 
Como referenciar: "O Homem Bicentenário - Filme da semana" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 22/09/2019 às 19:51. Disponível na Internet em http://www.filosofia.com.br/vi_filme.php?id=26